Hábito alivia os impactos causados pelo momento atual

Antes de falarmos de Meditação, vamos ver que, dados de uma análise feita pelo Observatório da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipesbe) apontam que a chegada do coronavírus afetou a saúde mental e emocional de 57% dos brasileiros.

Por isso, muitos têm buscado meios de aliviar os impactos causados pelo momento atual. Prova disso é que, segundo estudo feito pelo V. Trends, hub de insights da Vivo, o número de adeptos da meditação cresceu 45%.

Portanto, a análise mostra que o público que mais buscou a técnica é o de 18 a 24 anos. Então, quase metade desse grupo iniciou a prática há 18 meses.

As mulheres representam 58%. Segundo a pesquisa, a tecnologia é uma aliada, visto que se estima, atualmente, 69% dos praticantes usam aplicativos como guia na hora de meditar. Destes, 90% relatam ter uma experiência ótima com a modalidade.

Os números ainda revelam que a meditação se tornou um hábito: 85% praticam toda semana, enquanto que 38% diariamente.

O que dizem os Psicólogos?

Contudo, psicólogos afirmam que esse aumento na procura ocorre, justamente, pelo estresse que a pandemia trouxe. Houve uma ampliação considerável nos índices de ansiedade e síndrome do pânico.

Por isso, tudo isso sinaliza que existem níveis de desequilíbrio emocional agudos na população sendo potencializados pela COVID-19.

Afirmam também que a meditação é uma ferramenta que auxilia na busca pela clareza dos pensamentos e acessibilidade do inconsciente. Ela alcança uma compreensão das emoções do indivíduo, reduzindo o estresse e trazendo mais equilíbrio entre corpo e mente.

Para muitos psicólogos, a prática da meditação auxilia nos tratamentos convencionais, aliviando a angústia em tempos de medo e incertezas, já que promove o bem-estar e ajuda a desacelerar. Ela concentra e controla a atenção no presente.

Assim, a pessoa foca no momento em que está vivendo. Nesses minutos, a ideia é observar o seu próprio corpo e sensações.

Como a Meditação pode Ajudar

Como a respiração da meditação prepara para a estabilidade, acalma a mente e o corpo, também é indicada antes de dormir. Veja mais sobre como eliminar a insônia clicando aqui.

O relaxamento profundo permite que a pessoa adormeça mais rapidamente e com qualidade, já que comunica para o corpo que é um momento de mudança e de deixar o dia que passou para trás.

Na parte física, ajuda a relaxar em situações de tensão muscular, após longos períodos de trabalho, por exemplo.

Os especialistas destacam ainda que com a prática é possível perceber uma série de benefícios.

Melhor controle dos pensamentos e manutenção do foco nas atividades; auxílio no tratamento da depressão e diminuição das chances de recaída; domínio do estresse e ansiedade; redução da insônia; evolução do foco e do rendimento no trabalho e estudos; equilíbrio da pressão alta; maior controle da glicemia no diabetes.

Relatos de uma Praticante de Meditação

A empresária Ana Paula Sales iniciou na meditação após participar de uma jornada emocional pelas redes sociais.

“Eu estava passando por um momento delicado emocionalmente pela pandemia e correria no trabalho. Assim, estava difícil administrar o tempo e lidar com tantos desafios, tudo isso estava trazendo angústia e ansiedade. Separei uma caderneta de gratidão e escrevia, no mínimo, 10 motivos para agradecer antes de dormir e, com isso, fui criando uma rotina”.

Ela conta que começou a acordar, ouvir música, rezar e praticar a meditação através da leitura. “Nada muito longo, porém poderoso e transformador. Às vezes, o sono e o desânimo apareciam, mas fiz tudo o que consegui para não desistir. Como resultado, hoje, me conheço melhor e sei entender minhas emoções”.

Como iniciar a prática?

Não existe certo e errado na hora de meditar. Quando alguém consegue se concentrar em algo, seja por 17 segundos ou 5 minutos, ali está uma libertação, pois nada que existe na realidade conseguiu impedir a verdadeira concentração e, consequentemente, conexão.

Quando se experimenta esta sensação, as demais se tornam possíveis trazendo mais qualidade de vida no dia a dia.

Eu recomendo que cada pessoa desmistifique o que é meditação. É possível meditar de várias formas (lendo, fazendo atividades manuais e até mesmo em silêncio). Então, o importante é a intenção de focar e contemplar.

No início é comum a mente querer fugir. Na hora de meditar desligue o celular, o computador e evite distrações. Você deve ficar em um ambiente tranquilo.

Além disso, encontre uma posição confortável e comece a prestar atenção na respiração, no batimento do coração e nas sensações do corpo. Se algum pensamento surgir, não se prenda a ele.

Siga-nos e curta-nos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.